Como foi a sua história?

Escrito pelo CEO da Cliente Agente, Kleber de Paula.

Após ter passado pela aceleração da minha startup Cliente Agente e comecei a me conectar com os demais corretores. Muitas conversas rolaram e muitas vezes me perguntavam como eu havia parado neste mercado.

Alguns já se arriscavam dizendo que eu era ex bancário ou que a Corretora era um negócio de família.

Na verdade, estavam errados…

Eu comecei a me sentir atraído pelo mercado de corretagem de seguros, ainda quando era operador de extrusão na Alcoa.

Na época, trabalhava de turno, não tinha faculdade e sentia que ali não era o meu lugar. No entanto, tive um desafio de como mudar de profissão, sem ter dinheiro, jovem (saí da Alcoa com 22 anos), principalmente, como obter uma profissão onde eu poderia atuar, tendo uma certa liberdade. Afinal, eu já pensava em ser autônomo naquela época.

Um dos meus amigos de empresa, tinha um irmão que era corretor, na qual me emprestou as primeiras apostilas da FUNENSEG. Dali em diante, comecei a pesquisar e entender como funcionava o mercado, para fazer contatos com alguns corretores.

Um amigo em comum que também era corretor aceitou dar-me uma oportunidade como vendedor em SP (sempre fui do ABC Paulista), e assim acabei saindo da Alcoa com a cara e coragem, mas sem nenhuma estratégia.

Na venda do primeiro seguro (auto) de um Kadett ano 1996, descobri que precisaria de 100 novas apólices como aquela, para obter a mesma renda que eu tinha na Alcoa, que furada.

Durante 4 anos, complementei a minha renda viajando ao Paraguai e trazendo mercadorias para revender. Pois é! Mas depois deste período, já tinha quase 300 clientes e estava conseguindo manter-me.

Foi nesta mesma fase, que fui convidado para ser vendedor em uma corretora maior, que até me antecipava as comissões. Na mesma época, eu estava fazendo a FUNENSEG e rapidamente pude começar a fazer a migração da minha carteira.

O resto foi trabalho e perseverança!

Ao decorrer do tempo, me graduei em marketing, pós-graduei em Comunicação e foi justamente isto que foi determinante para que a FBN (minha corretora), fosse uma corretora diferente, inovadora e com foco nas necessidades dos clientes, o que mais tarde se tornaria conhecida como uma das melhores estratégias, a meu ver.

Uma história cheia de altos e baixos, mas vencedora. Que serviram de aprendizados que hoje compartilho com colegas de profissão, que desejam inovar em suas corretoras…

E você? Qual a sua história?

Deixe um comentário