O princípio de Pareto

o-principio-de-pareto-img
Escrito pelo CEO da Cliente Agente, Kleber de Paula.

80% da riqueza do mundo está com 20% da população;

80% dos crimes são praticados por 20% dos criminosos;

80% da cerveja é consumida por 20% dos bebedores;

80% do trânsito está concentrado em 20% das ruas;

80% do tempo, a gente usa 20% das nossas roupas;

A este “fenômeno” damos o nome de princípio de Pareto.

Esta análise é muito importante quando buscamos resultados, afinal ajuda a focar naquilo que realmente tem importância.

Por exemplo, em um relacionamento, se você tem pouco tempo para ficar com a pessoa, mas se foca sua atenção, provavelmente terá mais êxito do que ficar ao lado dela assistindo futebol, ou mexendo no celular.

Na vida social, se você dá um pouquinho de atenção a milhares de pessoas, provavelmente vai se sentir mais sozinho do que se dedicasse mais tempo a menos pessoas. Assim, terá amizades mais sólidas e consequentemente será mais feliz.

No trabalho então, é onde podemos tirar mais exemplos. A maioria dos recursos são responsáveis pela minoria dos resultados. A maioria das tarefas são operacionais e geram menos resultados que as mais estratégicas. Sendo assim, poder delegar estas tarefas ou ainda terceirizá-las, te ajudará a ter tempo para focar nas atividades mais rentáveis, podendo dar atenção aos clientes mais importantes ou ainda, ter tempo livre.

Falo com muitos profissionais que afirmam não ter tempo. A maioria, não analisam estratégias novas e se mantém cuidando do operacional, que acaba exigindo mais tempo, e não gera mais resultados.

Para quem não pode contratar, o ideal é ir concentrando estas atividades menos rentáveis, em um espaço menor de tempo, o que fará buscar por mais facilidades e ir em busca de novas estratégias, processos e ferramentas em busca de automação.

Não é uma mudança simples, mas é uma mudança vital!

Deixe um comentário